terça-feira, 30 de setembro de 2014

1 ano e 10 meses


  • Juco fala tudo;
  • Come tudo;
  • Escolhe sapato e roupa;
  • Da tchau pra tudo;
  • Corre;
  • Pula (uns 2 cm de altura) e se acha super radical;
  • Ama sushi, e pede sempre que eu pergunto o que ela quer comer;
  • Faz caras e bocas perfeitas;
  • Começamos o desfralde!! 
  • Foi pra escola sem fralda hoje, e não mijou em mim :D
  • Anda na fase "peppa tudo".
  • Não quer mais ficar de calça/meia em casa.
  • Alias, ama ficar pelada;
  • Tem amor/paixão por tratores, escavadeiras e o que for mais de maquinário.


  • Brincadeira preferida é subir escadas;


  •  Ama fazer nariz de palhaço,




  •  Aprendeu a se jogar no chão pra chorar (terrible two ta chegando :o )



  • Se esconde;


  •  Recebemos a visita da Dinda e do Igorlindo la em casa por quase 1 semana;


  •  Aprendeu a fazer cara de brava (que dura 2 segundos, por que ela começa a rir);


  •  Ainda mama no peito (muito bem, obrigada)


  •  Pelada e fazendo xixi no penico;


  •  Só quer comer sozinha, mas come com vontade;


terça-feira, 8 de julho de 2014

Juco e seus 1 ano e (quase) 8 meses




Opa! Sábado Juju faz 1 ano e 8 meses (20 meses essa criança ja tem :o ). Mamis aqui apavorada como sempre com a evolução da criança. Ela anda fazendo umas coisas tão fofas, tão lindas que nem sobra tempo pra registrar a enorme maioria delas. 
  • Pula (na ponta do pé);
  • Fala Juju!! 
  • Repete a maioria das coisas que a gente fala, bem papagaio (principalmente os palavões, e coisas erradas);
  • Pede com licença e por favor e fala obrigada (quando ta afim);
  • Late, mia, pia.
  • Sabe a diferença entre alguns passarinhos e fala o nome deles. Pardal, garça, gaivota;
  • Tem uma historia de amor pelo trator da obra da rua, e é o que acorda ela indo pra escola.
  • Sabe todas as cores (primarias) e fala amarelo, azul, verde e vermelho (naquela linguagem dela);
  • Continua amando carros e bolas e não da muita atenção pras bonecas;
  • Entre as comidas preferidas estão a banana, o acai, arroz e feijão, batata e pipoca;
  • Alias, aproveitando a copa, fala neymar, gol, bola. Tudo que é do Brasil é Gol.
  • E morre de medo das comemorações, seja grito, fogos ou braços balançando.
  • Pesa 10 kg e esta com 80 cm;
  • Viajou de avião de novo (e se comportou melhor que eu. Odeio turbulência ¬¬ );
  • Canta "Eu vou, eu vou" dos anões da branca de neve e "Sing" do Ed Sheeran
  • Decorou o filme da Branca de neve, e agora começou a gosta da "Bela e a Fera".



Foi mordida na escola

Ganhou o pinhão e cuida dele muito bem 

Teve a semana dela na escola

Fotos do mural da Ju


Ama desenhar

Dançou forro com o vovô

Foi no km 0 da Transamazônica

E fez coisas fofas



Juju e o Oliver

Em um dos dias mais frios no ano, foi pra praia, e ficou assim.

E foi nas pedras da Prainha também.

Juju e a Layla assitindo desenho

Sendo agarrada pelo Davizo

Coisa mais perfeita do mundo torcendo pro Brasil!

Festa Julina da Escola

Dançando com os amigos


Juju²

  • Se esconde, e acha o máximo quando a gente sai atras procurando;
  • Briga comigo, coloca o dedo pra cima e fala "NÃO";
  • Ta aprendendo a fazer as pazes me abraçando;
  • Não deixa eu lavar a louça em paz.
  • E muito menos cozinhar;
  • Comeu muita, mas MUITA porcaria nesses últimos meses (to aprendendo a desapegar ainda);
  • Quinta feira temos reunião com a nutri pra tirar a mamadeira da tarde;
  • To começando a pensar em desmame noturno;
  • Falando nisso, ainda mama no peito, muito bem obrigada;
  • Saí sozinha umas 2 vezes esse mês, e voltei a beber! (não sei se isso é bom ou ruim ahahahah);

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Faz um tempinho já né?! Tava com preguiça, foram 2 semanas seguidas viajando no final de semana, feriados, projetos novos da mamis aqui, Juju cada vez mais lindaperfeitamaravilhosa. Vamos ás novidades.

Páscoa:

Livres 100% de chocolate!! Ju ganhou brinquedo, banana, pera, maça. Ganhou ovos também, que eu e meus irmãos comemos. E da escola ganhou umas besteirinhas, que eu comi, e as bolachas, que ela fez e os ovinhos, que ela pintou, e me deu um orgulho master. Passamos o feriado em Curitiba, estava bem gostoso. Ju ja se adapta aos locais, e reconhece, o que eu acho bem interessante. Ela sabe qual o casa da Vovó, do Tata, das bisas, assim que a gente entra nas respectivas ruas. Viajamos sozinhas de ônibus pela primeira vez nesse feriado. Foi bem mais tranquilo do que eu imaginava, ela se comporta muito bem nas viagens. Acabou o pesadelo dos vômitos (que eu comentei aqui), Mas ainda não consigo viajar sem carregar uma tonelada de coisas. Aprendeu a correr rápido demais pro meu gosto nesse final de semana. Com todos os primos da família do Pai dela juntos, com certeza ela ia aprender coisas novas.

Bolachinha que a perfeita fez na escola.

Cesta que ganhou da Vó Ana. Um Kinder,
uma coelha, um vasinho lindo e a banana 

Cesta da Tia Surya e do Tio Tiago. Um casa de
brinquedo, que ela amou, uvas passa, pera e maçã.
E uma galinha maluca.

Ju e as tias Surya e Ivy.
E os primos Kyle, Alex e Laurinha.

Feriado #2:

No final de semana seguinte da Pascoa voltamos à Curitiba pra encontrar o vovô paterno da Ju. Passamos um final de semana bem gostoso, peguei 2 dias de folga e pude curtir bastante Juba doida.
Juju brincando de cavalinho nas pernas do vovô. 

Aprendendo a tocar violão com o tio Frederico.

Fazendo coisas doidas em Curitiba

Mais uma com o vovô. 
O Zoológico:

Esse é uma odisseia. HAHAHAHAH. Eu AMO zoológico. Pra mim é um dos melhores passeios, com ou sem crianças. Não vou dizer que eu acho legal ver os animais presos, claro que eu preferia eles soltos, mas a delicia de ver tantos animais de pertinho, que na natureza eu não veria nunca me encanta.
E então que a primeira vez que fomos pra Curitiba, comigo ainda gravida, eu fiquei sabendo do tal Zoo, que era muito bem falado e famoso. Pesquisei, vi aonde era (hahahaha #1) e avisei pro Victor que eu queria ir. Nesse dia Choveu. E até o Natal do ano passado, Julia ja tinha 1 aninho TODAS AS VEZES QUE A GENTE FOI PRA CURITIBA CHOVEU NO DIA DO ZOOLOGICO. Eu já tava de saco cheio de sempre chover, sempre acontecer alguma coisa, e insisti. No feriado da Pascoa fomos atras do zoológico, aonde o mapa mandava e... Não achamos. Seguimos a indicação dos guardas, do google maps e do Waze e nada de achar o zoo. No outro dia fomos de novo, com mais tempo e com mais informações e... Nos perdemos, em um matagal, que segundo a fiscal do próprio parque, era o caminho certo (e depois descobrimos que era mesmo). Não tem uma plaquinha falando aonde é, e sendo um local turistico, espera-se pelo menos uma plaquinha solitária. Nadinha.
No outro final de semana combinamos com o pai do Victor de nos levar (ele sabia aonde é). Só assim pra gente achar. É complicado mesmo, a cidade esta em obras, por causa da Copa, e não tem informação nenhuma. Outra coisa que eu não gostei é que dentro do parque não tem nenhum tipo de lanchonete, barraquinha, nada. Só do lado de fora. Ju tomou toda a água que eu levei, mais o caldo de cana e ainda assim mamou litros por não tem aonde comprar água :/
For isso o passeio foi muito legal. Os animais parecem bem cuidados, os ambientes são grandes, tirando um ou outro. Espero poder ir de novo, levando um pic nic!




Ju e a Girafa.

Tia Elisângela, Vovo, Ju e sua mochila-coleira e Tata. Dando
tchau pra borboleta. Ela da tchau pra tudo, muito amor.

Aprendeu a falar Hipopo la. 


 Escolinha:

Ontem fui chamada pra conversar.Sempre morro de medo das conversas, acho que elas vão brigar comigo ou coisas do gênero. Mas nunca é nada de ruim. Mas eram duas coisas. Uma que elas leram o blog (oi meninas! Obrigada! S2), e que acharam muito legal. Adoro esse retorno. Escrevo pra Ju, e tudo que vem alem disso é um lucro delicioso.
Segundo que a Ju vai mudar de turma de novo. A turminha dela tinha se dividido no começo do ano, ela ficou com os menores, e com a professora nova. Agora ela vai voltar com os amigos grandões e com a prof que ela já conhece. Acredito que nem vai rolar adaptação, ela é acostumada com todo mundo.
Isso que eu gosto na escolinha dela, todo mundo se conhece por nome, e a Ju gosta de todo mundo. Mamis tranquila...
Só que eu acho que ta tudo passando tao rápido. Ela anda meio difícil pra aceitar eu dando comida, só quer comer sozinha. Ela já pede pra ir no banheiro, ela brinca sozinha, sai do nosso quarto de dormir e vai pro quarto de brincar, desenha o tempo todo. Na casa da vovó abre o armário e pega os brinquedos, bem independente!

Pascoa na escola. Coelha mais linda do mundo!

Bichinho fazendo bichinho
 E semana passada, ainda na turma antiga, deu tempo de escrever no livro da turma. Funciona assim, na parte da frente de cada folha, uma foto dos colegas e a professora falando como ele é em sala de aula. Na parte de tras, nós, os pais, temos que escrever como é o baby em casa. Fiquei meio Oh god, que que eu vou falar! Ai lembrei que eu tenho um blog e quem coisa pra kcte pra falar. Comecei com uma letra enorme e no final tava escrevendo quase de lado. Essa semana é a semana da Ju na escola, mas não sei como vai ficar agora com a divisão das turminhas.

Livro do (mini)Maternal

Perebas:

Ju apareceu segunda feira com uma alergia geral no corpitcho. Levei no medico e, antes de sermos atendidas, ficamos isoladas. Achei mto engraçado, só eu e ela em uma sala. Eu tava tranquila por que sabia que não ia ser nada muito serio. Todo mundo no maior pavor e eu lembrando dos quilos de camarão que eu comi no sábado. Papis também ficou com reação depois de comer, então fiquei mais tranquila ainda.
Logico que eu não quero uma filha alérgica a camarão, a gente é manezinha da ilha, camarão faz parte da nossa alimentação. Inclusive ela ja comeu e nunca deu nada. Mas vamos evitar por um tempo e observar. A medica mesmo disse que pode ser um fato isolado, e não uma alergia em si. O corpinho ta mais tranquilo, mas as perninhas continuam perebentas.

Eu, Ju, um consultório só pra nós e alguns minutos de espera.

Perebas




E esse final de semana tem o meeeeu dia! Eeeeeee! Passeio delicio com a família da mamis e muitas fotos novas!!

Bom final de semana e Feliz dia das Mães pra todas as mamis que perdem seu tempinho passando por aqui! Beijos!








segunda-feira, 31 de março de 2014

Mais uma

Virose na minha vida. Digo, na vida da Ju.

Gente que saco isso, sério! Não sei se é culpa da escola, do meu leite, que deve ser fraco, da alimentação, que também deve ser fraca, do tempo doido, ou se é praga mesmo. Praga por ter trauma de vomito a vida inteira, ai chega a cria, e pega virose uma vez por bimestre. Ja sei o remédio, já sei o que fazer, mas ver o bebe mal me destrói. Eu costumo ser bem positiva, mas é a Ju fica doente pra um ser mel humorado e grosso se apossar de mim.

Começou na sexta, com uma ligação da escola falando que a Ju tinha vomitado. Cheguei la e ela tava com uma roupa da amiga, por que vomitou todas as roupas dela (e eu sempre mando algumas a mais). Fomos pra casa, e como estava na hora do sono, ela foi dormir. Acordou com febre, mas vomito (um banho na pobre da vó). Clinica, o mesmo remédio de sempre, e mesmo com uma tosse dozinfernos, nada de remédio pra isso. Só o do vomito e o antitérmico. Sábado de madrugada: Vomito. Tinha que trabalhar no sábado, levei ela, ficou um tempão brincando comigo, tudo bem. Ou pelo menos parecia que estava bem. Foi pra casa com o pai, não almoçou. Passou o dia bem, mas no final da noite, mais vomito, mais febre, mais caos. Mais uma madrugada acordada.

Domingo levei de novo no médico, dessa vez receitou remédio pra tosse, pro vomito, pra dor, pra febre. Odeio dar um monte de coisa pra ela, mas ela ta la, firme e forte na escola. Pelo menos por enquanto.

E o diagnostico?

Virose ¬¬

quarta-feira, 19 de março de 2014

#CoisasdaJuju


  • Quando ouve um barulho estranho, coloca o dedo indicador pra cima, faz cara de susto e fica "ó, ó".
  • Quando eu brigo com ela, aponto o dedo indicador e falo "Não pode!". Quando ela faz alguma coisa errada, aponta o dedo pra mim e ri.
  • Sabe falar muitas coisas estranhas, algumas bem diferentes, como copo (opo), formiga (umiga), licença (censa?), mas não sabe falar tio, tia, tio Wi, tio Xande ou tia Surya. 
  • Ela acha que sabe falar tudo, ela cria frases, ela me questiona, mas eu não entendo uns 80% .
  • Ta cada vez mais apaixonada pela Lua, pode ver 10 vezes na mesma noite, todas elas parece que ela nunca tinha visto.
  • Todos os pássaros são PO, com toda a animação do mundo.
  • Anda numa tara pelo meu peito, que ás vezes eu tenho medo de amamentar em publico. Ela tira minha blusa, aperta, amassa, beija e abraça.
  • Tem uma fronha com o desenho de uma avó. Ela beija e abraça a fronha o tempo inteiro.
  • Corre atras dos cachorro, tenta pegar eles no colo, tenta beijar...
  • Quando fica empolgada, solta um grito agudo lindodemorrer.
  • Sobe escada mais rápido que eu.
  • Acha que sabe jogar videogame.
  • Gosta de morder a pantufa.
  • Se deixar, come 10 bananas, uma atrás da outra.
  • E fica emocionada quando vê um cacho de banana na rua. (gente, como tem bananeira na rua! Nunca tinha observado)
  • Vomita quando passa muito calor no carro, e me deixa apavorada.
  • Ama um suco bem azedo. Maracujá, laranja e limão. Só toma esses.
  • Quando vê alguém que gosta, sai correndo e abraça a perna.
  • E quando eu vou buscar ela na escola, ela pega a própria mochila(que é quase do tamanho dela), me puxa e fala "mamá".
  • AMA bola, carro e qualquer coisa que tem musica. Não brinca de boneca. Mas o que deixa ela entretida por mais tempo são os livros. 
  • Foi correndo até o portão do prédio. Quem sabe aonde eu moro sabe que meu prédio é enorme e eu moro bem longe da entrada.
  • Tem um monte de amigos no condomínio, e quando passa na frente do parquinho, pede pra entrar.
  • Adora brincar no balanço, inclusive quando eu giro pra ela ficar tonta.
  • A comida preferida continua sendo sopa e arroz com feijão.
  • Fez coco no penico uma vez(tem foto!), e toda vez que vai fazer coco, vai ate a porta do banheiro.
  • Anda fazendo umas caretas fantásticas, impossível não se apaixonar!
  • Me ajuda a guardar um brinquedos, principalmente aqueles espalhados pela casa. E me ajuda a estender roupa, me passando os grampinhos.
  • Tem um TOC muito engraçado. Quando vai na casa da minha mãe, não sai de la sem estender a canga no chão e brincar em cima. Ja fez isso no supermercado também.
  • Da tchau pra tudo, pra fralda suja, pro banho, pro cachorro da rua, pro po voando no céu.
  • Aprendeu a virar cambalhota. Esse é o mais engraçado, ela fica com a bunda pra cima, mãozinha no chão, e se joga de lado, abrindo os brancinhos (esse merece um vídeo, mas estou sem celular).
  • Sabe quais são as frutas, e já diz se quer ou não alguma delas.
  • AMA queijo, não pode ver que já vem toda dengosa pedir "papa".
  • Faz o barulho da Peppa.
  • Não pode ver um calçado no chão que entrega pro respectivo dono. 
  • Conversa com o papai e com a vó Ana pelo Skype, fica toda empolgada e quer pegar a televisão.
  • Aprendeu a assoprar a comida, e ja come sozinha de colher.

quinta-feira, 13 de março de 2014

Sobre as minhas escolhas.

Encontrei esse texto hoje nos milhões de grupos do facebook e fiquei muito feliz de saber que eu não sou a unica pessoa que pensa assim.
Tô muitíssimo assustada com esse monte de texto no estilo “não julguemos as mães”, “culpa materna zero”, “vamos nos abraçar, mãezinhas”, “não sou menas (sic) mãe porque ...”, “cada um faz o que acha melhor”. Por que isso, gente? Curiosamente, todos esses textos vêm de pessoas que fazem escolhas duvidosas no exercício de sua maternidade. O que esse pessoal quer? Licença pra fazer a merda que desejar? Desculpem-me os mais politicamente corretos, mas existem, sim, mães melhores e mães piores. Durmam com essa. Se A se sente ofendidíssma quando vê B falando sobre suas escolhas conscientes, provavelmente há algo errado com as escolhas de A. E ela sabe disso. Tanto sabe que se sente ofendida. Porque B, mesmo sem querer, colocou o dedo em sua ferida. Ao invés de tentar legitimar escolhas erradas (sim, existem escolhas erradas e certas), por que não se abrem para a reflexão? Desculpe-me, mas eu não vou abraçar a mãezinha que tá dando Coca-Cola na mamadeira. No máximo, podemos conversar sobre escolhas e trocar informações. Não há nenhuma guerra entre mães. Há escolhas. Essas escolhas são individuais, refletem a realidade de cada mãe, mas determinadas escolhas nunca estarão certas. Nunca!
 Ja entrei em muitas discussões por que fulana diz que da chá pro bebe de um mês por que a vó dava pra ela e ela ta viva. Ja fui xingada de tantas coisas que eu nem lembro. Ja questionaram minha profissão por eu falar que estudo pra saber o que é melhor pra minha filha (troféu de ignorância máxima pra essa dai!). Não sou perfeita, ninguém é. Mas eu sei aonde e o que eu erro. E erras conscientemente é a melhor forma de errar.

O que mais me irrita é o fato de que essas mulheres que se escondem atras do mantra "cada mãe sabe o que é melhor pro seu filho" tem acesso às mesmas pesquisas que eu, às mesmas informações. E mesmo assim elas acham que um tapa ensina, que danoninho é alimento pra bebes, que chás e mucilon ajudam eles a dormir melhor, e que "um docinho não mata". Julia já comeu porcarias, lógico. Mas nunca vou me parabenizar por isso. Muito menos transformar esses episódios, que são raros, em algo frequente e que faça parte da vida dela.

Ja ouvi que a Julia passa fome, que eu não dou essas coisas pra ela por preguiça (oi?), que ela precisa comer doces e afins. Ja ouvi que "dar essas coisas não mata, olha meus filhos, todos vivos". Colesterol, câncer, diabetes, obesidade, anemia, esses eu sei que eles tem. Não quero isso pra ela, obrigada!

Alem disso Juju ama uma comidinha saudável. O que a gente mais vê por ai é criança que não quer comer. Mas na primeira birra a mãe entope a criança de batata frita, chocolate, bolo, bolacha. E ainda quer que ela coma frutas e verduras depois.

Mudei minha alimentação, meus hábitos, meus gostos por ela. Mudei meu horário de trabalho,  comecei a fazer exercícios físicos, abri mão de um tempo muito meu por e para ela. Se eu me arrependo? De NADA. Não deixo de ver meus amigos, eles entendem que eu tenho a Juju. Nunca conseguiria dormir tranquila sabendo que eu estou errando na criação dela. Ela só vai ser um bebe uma vez na vida, e eu quero muito estar do lado dela pra curtir essas fases tão deliciosas.

E sendo mãe, eu julgo sim. Não consigo ler sobre mães desmamando bebes de 2, 3 meses por capricho. Não consigo entender como alguém que passa 9 meses gestando um ser humaninho (que no meu caso é a coisa mais perfeita desse mundo. HÁ!) e não querer o melhor pra ele. Se alguém apontar o dedo pra mim falando "tu ta errando dando chupeta pra ela" eu vou concordar. Eu sei que é errado tanto que quando ela ta comigo, eu não dou chupeta. Mas infelizmente ela pegou, e agora estamos escravas disso. A mesma coisa com o bico da mamadeira. Sei que pode atrapalhar a amamentação, corri o risco do desmame, mas não vou falar que "tudo bem fazer isso por que eu fiz". Faça o que eu digo e não o que eu faço ;)


segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Mais sobre o Maternal (e atualizações da semana)

Juju agora deixou o berçário 100%. Sabia que ia ser rápido, por que ela já conhece todos os amigos e as professoras, mas agora ela já chega apertando a campainha da escola, sobe os degraus e entra na sala. Ás vezes percebe que eu vou embora e faz uma carinha triste, mas normalmente não.

Sexta feira levou a Branca de Neve pra escola(sexta é dia de levar um brinquedo pra turma toda trocar), trocou com o amigo, ficou com um pouco de ciumes no começo, mas logo pegou outra coisa e esqueceu. Gosto de ver como ela ta aprendendo a dividir as coisas dela, inclusive eu. E nesse ponto a escola é uns 80% responsável. Acho que já deu pra perceber como eu to feliz com a escola né?! To mais tranquila, passei muito tempo insegura, me matando por que não conseguia deixar ela em casa. Hoje não. Hoje eu sei que la ela aprende muita coisa boa, fica com pessoas que ela gosta (e que gostam dela), e eu posso ter o meu tempo, que no final conta muito a favor!

Mas voltando a rotina, agora ela tem mais tempo de atividades "pedagógicas". Durante a manha ela brinca e é estimulada. Á tarde, alem das brincadeiras, agora tem o lanche coletivo, feito pelos pais (e por que não pelas crianças também? Tenho planos pra Jujubs!), e a roda de frutas, o que adorei! Não fiquei 100% feliz com esse cardápio, mas vou conversar com a coordenadora e ver o que pode ser trocado.

Juju vai cortar banana pra saladinha de frutas!

Juba agora uiva pra lua. Sim, alem de ficar encantada com a bolinha, ainda uiva (créditos pro meu pai!). Ela "chora" também, fechando o olho e fazendo uma cara triste que mais da vontade de morder do que pena (esse ainda não consegui filmar)


Fala hmmm quando começa a comer e "caboooo" quando come a ultima colherada, isso se me deixar chegar ao final sem fazer um escândalo por que quer comer sozinha e não consegue encher a colher.
Fala arara também, esse foi minha mãe que ensinou, por que tem um imã de entrega de gás com uma arara na geladeira (gente, alguém me diz o que que a arara tem a ver com gás e água?? o.O).

Ja sabe aonde fica a cabeça, o cabelo, orelhas, olhos, nariz, boca, língua, dentes, mão, pé, barriga, dodói (uma picada de mosquito na coxa), pepeca e bumbum. E sabe essas mesmas partes nas pessoas. Fala pé e mão, e se emociona quando acha essas partes nos brinquedos.

Passamos o final de semana com a família do pai da Juju. Matou a saudade do pessoal de lá e rendeu momentos divertidíssimos com a Nina e o Romeu (a parte canina da família). (PS: O vídeo era pra mandar um beijo pro tio Wi. Saiu isso)



Ta in love pelo mar. Depois que viu que da sacada da casa de praia dava pra ver a água, não parava de falar maaaaaaar e apontar, toda feliz. Foi pra praia com a tia Surya, entrou no mar, fez a maior festa na areia, chegou em casa "á milanesa".




Hoje ela inaugurou o uniforme! Sem duvidas na hora de escolher a roupa pra ir pra escola! Gostou tanto que saiu andando toda feliz pra se olhar no espelho.


Beijos e boa semana! :*

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Maternal I

E começamos a adaptação!

Durou uma tarde. HHAHAHAHAHA

Ela se sentiu bem, e ficou. Hoje de manha entrou andando na sala nova,  deu oi pra professora, e nem virou pra me dar tchau.

E eu achando que seria outra adaptação, com direito a choro e manha, mas foi o contrário. Ela esta super bem, ontem inclusive chorou pra ir pra casa, lá vai a cara da mãe pro chão!


Sala nova, mas continua autista! Linda!

Volto com noticias do "segundo segundo dia de aula"!

Beijoos e boa semana!

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Vamos com calma!

Essa era pra ser uma postagem sobre a Juju começar a adaptação no Maternal I, mas quando eu comecei a escrever, vi que esse ultimo mês foi tão doido, tão evoluído, que eu vou escrever sobre tudo que aconteceu.

Ela nunca foi de falar muito não. Me chamava de "Ana", o que eu achava leandodemorrer, começou a falar "aô" la pelos 7 meses com o telefone na orelha, mas não passava disso. Ai esse mês bombástico que passou, fez um ser humano tagarela se apossar da minha branquela. Gente, ela não fica quieta! ahahahahhaha.

  • Mamã, e às vezes mamãe, bem direitinho - Eu S2;
  • Papá - Papai ou comida;
  • Au au - cachorro, macaco, leão, tigre... a maioria dos animais do zoológico;
  • Po - passarinho que vive no rio la perto de casa (aquele preto, que parece um dinossauro o.O);
  • Popó - Frango (esse frango);
  • Bobô - Vovô;
  • Bobò - Vovó;
  • Bó - Bola;
  • Piupiu - Passarinho;
  • Bubu - Branca de neve. É apaixonada, é a unica coisa que ela assiste na televisão.
  • Nanana - Banana;
  • Aô - Carro, ou alô;
  • Aão - Caminhão. Tem uma obra na nossa rua, e ela fica doida com todos aqueles caminhões, tratores, e carros barulhentos;
  • Acá - Água;
  • Ua - Lua. Ela AMA a lua! Não pode ver no céu que fica toda feliz apontando;
  • Naná - Dormir;
  • A bá - Esse eu ainda não sei, mas ela fala o-tem-po-in-tei-ro isso;
Tem mais algumas coisas que eu não lembro agora, mas ela aprende uma coisa diferente por dia! E a escola ajuda muuuuito! Muitas coisas eu não falo em casa, como nanar. Eu falo com ela como eu falo com adulto. São poucas as coisas que eu abrevio, normalmente só au au, miau essas coisas (a gente passa na frente de um petshop que tem um adesivo grande de um golden e dois gatinhos, ela fica doida, sempre para pra "conversar" com eles).

E junto com esse comunicação toda, ela aprender a andar. Mesmo engatinhando, Ju era um bebê tranquilo, não era de explorar muito, mas agora ela anda pela casa inteira! Pra eu poder cozinhar sem medos, só com ela no cadeirão do lado (comendo tudo cru). Ela acorda e já sai da cama sozinha, toda descabelada, com aquela cara amassada linda! Eu realmente não estava acostumada, e levo uns sustos muito engraçados. 

Toda a coordenação motora dela mudou depois que ela começou a andar. Ela consegue segurar coisas maiores e mais pesadas, joga as coisas longe na direção que ela quer. Encaixa todas as formas no brinquedos, e fica irritada quando não consegue, o que me faz rir muito!

Mas tudo que ela desenvolveu esse mês, o mais fofo é o reconhecimento das pessoas. No natal de uns anos atrás, eu dei pra minha mãe um scrapbook da nossa família, desde que meus pais se conheceram. Tem fotos deles "jovens", minhas e dos meus irmãos quando eram bebes e crianças. E a Ju reconhece todo mundo!!
Eu fico impressionada por ela reconhecer assim tão direitinho. E abraça e beija as fotos, pra deixar todo mundo babando.

Agora ela sai correndo e se joga pra abraçar as pessoas. Quando eu to sentada e ela andando, ela vem e abraça minhas pernas, e faz uma carinha de morrer de amor!

Mas voltando ao maternal, semana que vem ela começa a adaptação. Fiquei muito nervosa quando fiquei sabendo que ela já estava pronta pra turma nova (que é quase toda a do ano passado), já estava com a alimentação do maternal ao invés da alimentação do berçário (que eu amei!). Na minha cabeça, andar firme seria 2 meses depois que ela começasse a andar, e não duas semanas, e o que faz eles trocarem de turma é andar firme. A prof dela veio conversar comigo, e explicar que ela já não tem mais o que aprender no berçário, que ela e a outra Julia estão sendo as "ajudantes" da turma, cuidando dos menorzinhos (e como são pequenos! Nem acredito que meu peixe já teve aquele tamanho!). 

Cardápio Maternal I - O lanche da tarde é coletivo,
mas ainda não estou por dentro dessas regras!

E eu to meio apavorada com essa evolução toda! Minha bebê do mês passado definitivamente não é a mesma desse mês!! Todo mês é assim, mas esse foi, sem duvidas, o que ela mais se desenvolveu. Sei que faz parte, mas como eu disse no post que ela andou, eu queria aproveitar mais as fases dela. Acho que o tempo anda tão rápido, "roubando" meu bebê de mim... Quando me falavam que passa rápido, eu não imaginei que seria TÃO rápido! É uma piscada, e pronto, já mudou o que ela fazia.

Ontem mesmo ela não me viu o dia todo! Levei ela pra escola e no meio da manha meus pais me ligam falando que iam sequestrar ela e levar pra praia. Foi ótimo eu ter um tempo maior pra arrumar a casa e jogar GTA, mas a hora que era pra pegar ela na escola, eu já tava morrendo de saudade (e os peitos cheios). Chegaram as 10 da noite, com ela dormindo. Peguei no colo pra ver se acordava, mas coloquei na cama e nada! Foi assim até as 4 da manha, horário que ela sempre acorda.

E depois que passou a agitação do pico, que durou quase uma semana, o sono melhorou 100%! Antes acordava meia noite e às 4 da manha pra mamar. Na semana do caos, acordava de uma em uma hora, às vezes chorando, às vezes rindo. Se mexia MUITO na cama, o que dificultava o meu sono até quando ela estava dormindo. Agora dorme às 21:30, e só acorda às 4:00 pra mamar. Acorda também umas 6:30, quando o despertador faz barulho, mama mais um pouco e volta a dormir. O que da tempo de eu me arrumar a ajeitar a casa. Até acordar ela umas 7:40 pra ir pra escola. Vai toda sorridente, de sling, faz a maior festa quando vê o muro da escola.

Folgadjinha


Outra mudança foi na alimentação. Agora ela come derivados de leite, iogurte duas vezes por semana, queijo no pão (ela comendo sanduíche é uma fofura), manteiga, e estrogonofe. Gelatina também ela adora. Come salada na escola também, o que eu acho maravilhoso, por que eu não tenho o habito de comer em casa. Come atum (que eu descobri que é ótimo), pimenta do reino e paprica picante na comida. Comeu carne seca esses dias no feijão, mas o que ela ama é abobora. E uva passa.

Esse merece um paragrafo especial. Ela tem paixão por uvas passas. Se deixar come o dia inteiro só isso. E ainda fez o favor de oferecer para todos os amigos dela. A Lorena, amiga de escola, fala "juju" quando vê o potinho de uvas no supermercado (morri de amor quando fiquei sabendo disso! Levo uvinhas pra eles quase sempre). Misturo um pouco de cranberry ou mirtilos secos pra ela sentir outro sabores, e vai tudo!

Andou comendo umas besteiras nada saudáveis nessas férias, como frituras e sorvete, mas nos mantemos 100% livres na nestlé e dos leites em pó. Assim que voltamos das férias passamos por uma detox pra voltar ao nosso normal.

15 Meses de perfeição


Continua com a gargalhada apaixonante, com o sorriso cheio de dentes mais lindo do mundo, e com aquele cheirinho de bebê que da vontade de comer. E que esses durem por muuuuito tempo!

Bom final de semana! :*